quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Utopia


Vou caminhando com a humanidade,
Minha vida sem sentido e liberdade.
Mas, pertenço a outro mundo,
Um mundo sem mentira ou maldade,
Puro como alma de criança,
Não tem luxo ou extravagância.
O meu mundo é um lugar,
Uma cabana de palha
De frente pro mar,
Pés no chão de areia,
Por onde meu pensamento vagueia,
Onde o pouco é muito,
E o tudo pode ser nada,
Lugar no qual escrevo,
Os versos pra minha amada.

2 comentários:

  1. é a sensação de que o melhor ainda é possível... nesse mundo de vãs futilidades... abs meu caro.

    ResponderExcluir
  2. Washington Benjamin31 de outubro de 2009 00:20

    Obrigado meu jovem. Abs.

    ResponderExcluir