segunda-feira, 2 de maio de 2011

"venha me destruir"



Ao som da nossa musica, nas lembranças
Seu sorriso, sua voz, timidez, linda forma de ser
Seu sim, seu não, sua amizade me fez sofrer...
No silêncio dos meus confusos pensamentos
Nasceu o amor, percurso calado, em segredo...
Amei-te na forma mais pura, adulta, madura...
E o mesmo tempo infantil, em frases poéticas,
Um encontro intenso em sublime literatura...
Mais você brincou com meus sentimentos...
Traduzi meu coração em suave sinfonia...
Ignorou-me... Como perolas jogadas ao vento...

Um comentário:

  1. Como sempre passo aqui e me emociono, me identifico...
    Adoro seus posts!

    ResponderExcluir